Arquivo diário: 07/12/2010

#dicadepresente: Livro Craques do Futebol


Paixão, infância, memória, fidelidade… O futebol tem seus grandes temas e figuras, exatamente como a história, o cinema e a literatura. Os jogadores são heróis ao ar livre, daí sua força. Eles fazem a ponte entre o sonho e o real absoluto.

Os melhores jogadores são os criativos, da mesma forma que os músicos, escritores, pintores e atores.

Quem se lembra de algum filme rodado em 1982? Ninguém. De outro lado, ninguém esqueceu o jogo Brasil x Itália da Copa da Espanha.

O futebol não pode ficar resumido a “vinte e dois idiotas correndo atrás de uma bola”, ou a uma espécie de Índice Dow Jones manipulado por dirigentes mais interessados nas cotações da Bolsa do que na arte do contra- ataque.

Desde tempos imemoriais, os homens sempre correram atrás de uma bola redonda como a Terra. Com certeza, o pé é apenas um instrumento. O cérebro é que é o artista. Eis um panteão afetivo da memória coletiva do rei dos esportes.

Este panorama traz uma seleção de artistas que contribuíram com sua classe para alimentar o futebol do século XX.

Aqui encontramos os pioneiros Vignal e Facchetti; os reis Kopa e Garrincha; as muralhas defensivas Trésor e Barthez; os pit bulls Rijkaard e Matthäus; os atiradores de elite Fontaine e Van Basten; os rebeldes Best e Tigana; os arquitetos Ben Barek e Gullit, juntamente com, é claro, os virtuoses Puskas, Di Stefano, Pelé, Cruyff, Platini, Maradona, Cantona e Zidane.

Este livro relembra o tempo de suas façanhas, sem negligenciar os destinos interrompidos. Os jogadores de futebol certamente se tornaram personagens maiores da sociedade porque vendem felicidade. Nem tudo está podre no reino do futebol, onde há homens antes de creatina, bandeirolas, bastões e nacionalismos. O jogo ocorre no gramado, não nas tribunas.

Adquira já!

Reportagem : Decorar mais por menos >Casa e trabalho em 56 m2


 

Ambientes integrados e um criterioso projeto de iluminação deixaram o apartamento mais amplo e acolhedor

Num espaço onde se vive, dorme e trabalha, cortinas blackout são essenciais.

E, aqui ganham moldurada de xale em poliéster


Solução diferente: no lugar da parede, uma sequência de luzes dicroicas embutidas no
teto iluminam a mesa de trabalho e separam o quarto do living

Para projetar seu próprio apartamento, a decoradora Renata Amado deparouse com um problema hoje bastante comum. O imóvel, de apenas um quarto, era muito apertado e não tinha espaço para a área de trabalho que ela tanto precisava. “Para ampliar toda a área, removi a parede do quarto e o balcão que separava a cozinha da sala. No lugar deles, usei os próprios móveis como divisórias: minha bancada de trabalho e a mesa de jantar, esta feita com pranchas de vidro para não pesar no ambiente”, explica. Outro recurso bem pensado foi revestir as portas de correr do armário do quarto com espelho bronze, mais discreto, que proporciona acolhimento à ala íntima. Com a ausência de paredes para setorizar os ambientes, a bancada da TV, executada pela Sevom Rios com laca acetinada, portas de toque e tampo de vidro, fica de frente para a mesa de trabalho. O sofá é ladeado por mesa forrada com lâminas de madeira amendoim e, do outro lado, por banquinhos da Estar Móveis, que podem servir de mesinhas de apoio. No piso das áreas social e íntima foram usadas pranchas de madeira e, na cozinha, porcelanato levemente rebaixado, com soleira de granito.

PEÇAS DE DESIGN
Banquetas de madeira laqueadas, da Estar Móveis, em formato de diamante servem de mesa de centro ou de assento para receber convidados. Ocupam pouco espaço e apoiam discretamente o sofá e a poltrona giratória de design. O tapete indiano é da Casa Fortaleza


%d blogueiros gostam disto: